sexta-feira, julho 23, 2004

Amor, sem Amor

Esta dor que dá cabo de mim,
sofrimento profundo
e sem fim
É a minha triste sina
que me acompanha nesta vida
Foste embora e nunca mais voltaste
Faço-te perguntas,
mas não tenho as respostas
O meu coração já não é vermelho
de paixão ardente,
mas sim negro,
de ódio puro e restringente
Deito lágrimas negras,
sem brilho , sem amor,
são lágrimas sofridas
de uma vida com dor
Preciso de Ti!
Já não sei o que é amar
e assim , sem ti,
é um constante sofrer
e isto, isto não é viver.

5 à janela:

At 23/7/04 10:16 da tarde, Blogger Marta disse:

Vim retribuir a tua visita lá no meu blog.
Gostei muito deste teu espaço :)
***

 
At 26/7/04 9:34 da tarde, Blogger Alexis disse:

Os poemas estão muito bem feitos, sem dúvida, já a tinha dito no MSN e volto a dizer, muito bem Sara!!

 
At 26/7/04 9:36 da tarde, Blogger Alexis disse:

Há k dar valor a quem tem jeito para fazer poemas!

 
At 27/7/04 12:47 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

hehe,
malukito =P*

 
At 31/7/04 4:49 da tarde, Blogger Alexis disse:

Eu n estou a brincar é a sério, é um elogio, axo k tá td mto bem feito!

 

Enviar um comentário

<< Voltar ao mundo