domingo, outubro 10, 2004

União



Era Inverno, e como tal a chuva escorria sobre a janela do seu quarto. Lá fora a escuridão era mortífera. Entre várias hesitações decidiu sair. Precisava de arejar. Sentia-se carregada de emoções. Insegura vestiu a gabardina e sem chapéu, saiu. Saiu descalça. Caminhou horas a fio sobre a areia molhada que habitava junto de sua casa. O mar, curiosamente, estava calmo. Parou. Sentou-se e assim ficou: a olhar para aquele mar; a desfrutar da sua beleza e de tudo o que ele lhe podia dar. Precisava dele; dos seus conselhos e da sua sabedoria. Da sua calma; da sua razão. Sentiu-se protegida e junto da mãe que já não vira há muito. Deixou escorrer uma lágrima e depois esboçou um sorriso. Tinha saudades: da mãe. Era pequena quando a mãe teve que partir. Deixando-a com aquele que melhor a podia cuidar: o mar.

Deixou-se adormecer. Estava cansada de andar sobre aquela areia molhada; cansada de se sentir perdida; cansada de se sentir tão só. Acordou com uma onda que passou por cima do seu corpo. Tremeu. Estava, agora, com frio. Olhou à sua volta e não aguentando mais entrou num choro profundo.

Reparou que, bem perto de si, uma sombra a acompanhava. Lentamente subiu o rosto e uma mão, estendida, esperava a sua. Um olhar. Apenas um olhar tornou-os cúmplices. Espontaneamente nasceu um sorriso tímido da jovem que lhe estendeu a mão.

Agora, de mãos unidas, tornaram-se um só.
Inseparáveis.
Sentia-se agora de alma quente. Aquele vazio que nunca conseguira explicar estava, agora, preenchido. Sem quaisquer palavras, olharam-se. E assim ficaram por longos segundos, como se assim quisessem ficar para sempre. Olhos nos olhos. Seria a eterna felicidade que ambos desejavam. Olharam-se mais uma vez e beijaram-se.

25 à janela:

At 10/10/04 11:12 da tarde, Blogger lique disse:

Um encontro improvável, um amor para sempre. belo texto, Sara. Afinal não é do amor que todos andamos à procura? beijinhos

 
At 11/10/04 7:23 da manhã, Blogger Criativa disse:

Sara: estamos perante um excelente texto, sem qualquer dúvida. Um texto com qualidade em termos de escrita (vertente formal), mas também em termos de conteúdo. Um texto com muita sensibilidade e com uma abordagem muito pertinente no que respeita ao domínio dos sentimentos e emoções.
~Gostei muito :)

 
At 11/10/04 8:31 da manhã, Blogger Adryka disse:

Olá o teu post tem um texto lindo, mesmo muito lindo, será que a mim ta,bém irá acontecer o mesmo que lhe aconteu á personagem do teu post, adorava...beijos e os meus parabens.

 
At 11/10/04 10:37 da tarde, Blogger Rita disse:

OI Sara!!
Gostei mto do teu texto, uma história bonita mas romântica!!
Nada mais há de bonito k uma cena de amor numa praia, dá um toke diferente!!
Gosto da tua escrita!
Abraços

 
At 12/10/04 2:06 da manhã, Blogger Magda disse:

espero por uma mão assim
Gostei mto do teu texto ;)

 
At 12/10/04 3:36 da tarde, Blogger Yardbird disse:

Uma mão dada com todo o amor. Bonito texto, Sara. Gostei muito :-)

 
At 12/10/04 8:34 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Agradeço e fico satisfeita por saber que gostaram. =)
Embora eu seja da opinião de que tudo tem mais que um significado, isto é, para tudo há sempre mais que uma interpretação. Certamente que vocês não deram , todos, a mesma interpretação ao texto. Não dizendo com isto que a interpretação de um seja errada em comparação há de outro. Nada disso. São meros pontos de vista, diferentes.

O beijinho,
Sara

 
At 13/10/04 12:49 da manhã, Blogger Maria Branco disse:

Um belissimo texto, onde se revela uma profunda dor, viver sem uma mãe, imagino que seja verdadeiramente doloroso! Alias não cosigo sequer imaginar, não quero... O reencontro só poderia ser perfeito! Beijinhos

 
At 13/10/04 6:23 da tarde, Blogger Luís Aguiar-Conraria disse:

Olá
Vim agradecer a visita. Tens um blogue muito bonito, parabéns

 
At 13/10/04 7:45 da tarde, Blogger Paulo Ferreira disse:

Uma filha do mar que se apaixonou por um filho do vento. Adoro metáforas de amor.

 
At 13/10/04 9:23 da tarde, Blogger Mónica disse:

Gostei muito do texto ,romantico .Faz bem sonhar...Beijokas***

 
At 13/10/04 11:08 da tarde, Anonymous Anónimo disse:

gostei do texto tbm.. agoa deixa eu advinhar... vc tbm eh de portugal, acertei?? tenho certeza ki sim.. seja bem vindo ao meu blog assim como 2 keridas amiguinhas ki tbm sempre me visitam, estarei sempre por aki tbm.. meu blog eh mais como se fosse um diario, mas se vc kiser dar uma passadinha sempre ki puder eu agradedceria.. sera mto bem vinda..

Bjinhux da brasileirinha

Maria Isabel

www.mariaisabel.zip.net
www.domeujeitinhu.myflog.com.br

 
At 14/10/04 5:18 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

=))

Um beijinho a todos. :*


( Maria Isabel, lá passarei ;)

 
At 14/10/04 10:01 da tarde, Blogger LetrasAoAcaso disse:

De metáforas criaste um texto belo, muito bem escrito e um amor que se espera eterno.
Grato pela tua visita.
Beijo.

 
At 15/10/04 12:23 da manhã, Blogger BlueShell disse:

Pronto...já terminei...até estou cansada, canecos...

 
At 15/10/04 4:00 da tarde, Anonymous Anónimo disse:

ò cachopa, mas tu tens idade para essas coisas?
ass: Fritz-the-cat

 
At 15/10/04 4:18 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

LetrasAoAcaso, ao brigada por tais palavras =)
Um beijinho

Blue, tu tás bem? lolol =P

Fritz,
ora, ora...
idade para? escrever? sentir?! lol... mas por quem me tomas?!! =P*

 
At 15/10/04 5:07 da tarde, Blogger whiteball disse:

Estou de volta...espero! É que este início de ano lectivo está a dar cabo de mim...

 
At 15/10/04 5:09 da tarde, Blogger BlueShell disse:

Eu...estou fresca que nem uma alface...hehehehheh

 
At 15/10/04 7:52 da tarde, Blogger Luís Miguel disse:

A foto é, indiscutivelmente, linda. Quando ao texto prefiro senti-lo aqui, no silêncio do meu quarto... e admira-lo! Excelente. Bom fim de semana Sara.....

 
At 15/10/04 8:30 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

whiteball: compreendo-te ;)

BlueShell: doida, só pode lol =P
;*

Luís Miguel, Obrigada :)
É no silêncio que os sentimentos se tornam mais vivos.
Um beijinho e um bom fim de semana para ti também.

 
At 15/10/04 11:21 da tarde, Blogger chemistry disse:

Linda metáfora, bonito o teu texto, encontro inevitável, amor longe da multidão?
Estou sem inspiração e o meu PC pirou de vez, desculpa.
Bom fim de semana.

 
At 16/10/04 11:40 da manhã, Blogger frog disse:

Olá! Entrei casualmente e gostei de tudo quanti vi. Belíssimos textos, linda poesia e muita sensibilidade...
Vou voltar! Bom fim de semana.

 
At 16/10/04 12:07 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

wearetwo, obrigada e ora, não me peças desculpa ;)
:**

Albino,
Agradeço tais palavras.
Volta sempre que quiseres pois a janela está para ti, e para todos, sempre, aberta ;)

Bom fim-de-semana para vocês ;)

 
At 9/11/04 3:24 da tarde, Blogger rfarinha disse:

Como uma janela aberta ao mundo, pronta a amar e ser amada ;) Bjs

 

Enviar um comentário

<< Voltar ao mundo