quarta-feira, agosto 25, 2004

E porque vida há só uma:

Quero vivê-la. Assim. À minha maneira. De um dia para o outro os meus sentimentos vieram todos ao de cima. Não consigo esconder nada de ninguém, por mais que disfarce. Não consigo. Mas a verdade é que um dia foi o suficiente para eu , hoje, depois de tudo, sentir-me bem. Não me perguntem porquê, porque nem sempre há resposta para aquilo que sentimos. Sinto-me bem e quero aproveitar. Sinto com vontade de fazer coisas novas e de começar a pôr os meus desejos em prática, quero deixar, por uns tempos, de sonhar e quero começar a agir. Quero sentir-me útil e quero, fundamentalmente, sentir-me bem. E porque não devemos deixar para amanhã o que podemos fazer hoje, pois todo o tempo é precioso, vou organizar já, tudo aquilo que tenho em mente fazer. Embora, estranhamente me sinta bem, há lá no fundo uma contradição, que não sei explicar, porque eu própria também não sei muito bem definir o que sinto. Sei que os olhos estão pesados, mais carregados do que é costume e que lá no fundo dá para espreitar tamanha tristeza. Mas a vida é muito mais que isso, ó se é. E por isso mesmo há que saber dar valor às coisas mínimas, pois são essas que na verdade nos fazem sorrir. E a verdade é que com tanta desgraça no mundo seria muito egoísmo da minha parte estar neste momento a pensar unicamente em mim. Eu não quero tornar-me num ser humano tão egoísta, assim. E por isso mesmo, toca a acordar para a vida e fazer dela a nossa casa.

2 à janela:

At 25/8/04 10:48 da tarde, Blogger Estrela do mar disse:

Olá Sara, vim aqui num instante...deixei o meu maridinho na sala, e vim só ver como é que estavas. Vejo que a coisa está andar...tem que ser, ainda bem. Eu às vezes também me sinto assim...triste, muito triste (sim, porque as coisas para mim também não têm sido nada fáceis) e de um momento para o outro parece que virei um monte de pilhas acabadas de carregar, mesmo sentindo-me por vezes ainda nostalgica...é esquisito mas acontece.
Fica bem.
Bjos.

 
At 25/8/04 11:27 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Oh estrelita,
São os piores momentos, da nossa vida, que passamos que nos tornam mais fortes, que nos tornam mais capazes de sobreviver a tudo. Há que saber retirar desses maus momentos, o que têm de bom, porque mesmo parecendo que não, há sempre alguma coisa boa, mais que não seja transformam o nosso ser interiormente e isso... isso é bom.

É nas palavras positivas que temos que pensar quando estamos mais em baixo, é nelas que temos que acreditar, mesmo que seja difícil, mesmo que por vezes nos pareça impossível. Até porque....


... basta querer, para conseguir!

E agora toma lá uma beijoca! ;)*

 

Enviar um comentário

<< Voltar ao mundo