sábado, agosto 07, 2004

Sem palavras

Chiu. Não digas nada.
Abraça-me. Aquece-me.
Deixa-me ficar assim. Para sempre.
Por favor. Não me contraries.
De ti só quero uma coisa:
O teu amor.
Por isso, fica assim:
Silencioso,
Cumprindo a missão de me amares.
E eu te agradecerei:
Sem palavras
Sem quaisquer tipo de frases
Somente com actos de afecto.
Tocar-te-ei delicadamente
Cuidar-te-ei tão bem,
Melhor que cuido de mim.
Por isso, fica aqui.
Fica aqui. Para sempre.
Para sempre junto de mim.
Porque eu quero. Porque tu queres.
Porque somos um só.

Porque nos amamos.

2 à janela:

At 7/8/04 10:53 da tarde, Blogger Estrela do mar disse:

Gostei muito da sua passagem pelo meu "Clave de Lua" e espero que volte mais vezes, como eu pretendo fazer aqui ao seu "O mundo à janela".
Como é lindo este seu poema, que de "Sem Palavras" não tem nada, pois diz muito...
Venho lhe desejar a continuação de um bom fim de semana.
Jinho.

 
At 7/8/04 11:10 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Ahhh muito obrigada, Estrela do mar :)

Volte sempre que quiser ;)*

 

Enviar um comentário

<< Voltar ao mundo