quinta-feira, novembro 11, 2004

Sentir...



Parou. Esperou para sentir. Esperou pelo momento certo.
A calma, mergulhada no seu corpo, tornava-a mais pacífica, mais madura e, no entanto, mais apaixonada.
Sentia-se capaz de controlar as emoções, capaz de as enfrentar, embora tivesse receio de fracassar.
Agora, já só o queria ver; sentir o seu cheiro; ouvir a sua voz. Queria tocar-lhe; queria que ele fosse seu mesmo que por breves instantes; queria mergulhar no seu olhar e ficar ali, como se para sempre; queria apenas sentir...

Quando pensava nele todas as dúvidas deixariam de ter sentido, todas as dúvidas seriam transformadas em poeira – desapareciam.

Por vezes, via-se caída nos calabouços da realidade, onde só o eco da sua voz era ouvido.
Precisava dele, mas, ao contrário, ele parecera não precisar dela. Parou. Deixou-se ficar. Não queria prever o que é que iria acontecer. Queria apenas estar preparada; queria apenas ser capaz de o ver, de ver o mundo, que estaria presente no encontro, que era o dela mas não o dele.


PS: Imagem de autor desconhecido.

20 à janela:

At 11/11/04 9:35 da tarde, Blogger Ivo Jeremias disse:

2 mundos desencontrados...

 
At 11/11/04 11:43 da tarde, Blogger lique disse:

Uma pausa em qie só se deseja ver o outro. Mas quando o vemos, as certezas podem não ser tantas assim. E é bom preparar o coração. Beijinhos, Sara.

 
At 12/11/04 12:41 da manhã, Blogger BlueShell disse:

A paixão...mas depois, muitas vezes, a dor....Bjs

 
At 12/11/04 1:54 da tarde, Blogger Maria Branco disse:

Quando o olhar se cruza, quando o coração sente o outro, as dúvidas morrem, as certezas tornam-se claras, sejam elas quais forem... Permite-te sentir! Beijos. Tem um fim de semana feliz!

 
At 12/11/04 9:09 da tarde, Blogger Micas disse:

Não te comento, leio-te em silêncio. Beijinho e bom fim de semana

 
At 12/11/04 9:31 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Jeremias, dois mundos que talvez nunca se cheguem a juntar....

lique... pois... nem sempre as coisas correm como o planeadas... **

BlueShell, mas quem sabe um dia a dor passe e a rapariga - a do post - possa voltar a sorrir... ;)

Maria,
Quando o olhar se cruza, deixamo-nos ficar... imóveis... e todas as reacções que pensámos ser capaz de tomar, deixam de fazer qualquer sentido... As reacções não podem ser preparadas. É difícil controlar as emoções... ;)*

Micas,
lê em silêncio, sim! Lê sempre como mais der prazer. =))**

 
At 12/11/04 9:51 da tarde, Blogger musalia disse:

Sara, venho retribuir a visita que me fizeste. É a primeira vez que passo pelo teu cantinho, mas já vi que és poeta. E com grande sensibilidade.
Os encontros e desencontros da vida, não é, Sara?...
Beijinhos, voltarei.

 
At 13/11/04 11:07 da manhã, Blogger lena disse:

"queria que ele fosse sua" ?
;)

miúda, tu cura-te, pá! aiaiaiaiai!!!
jinhos lindos

ps: afinal não vou, e nem sequer tenho lá o coração, já vês...
~8)

 
At 13/11/04 1:27 da tarde, Blogger Rita disse:

Ola Sara!
Adorei este teu texto!
é dificil controlar as emoçoes, eu pelo menos nunca consigo :/, ou mto raramente!!
Um Abraço

 
At 13/11/04 2:56 da tarde, Blogger M.C. disse:

fiquei sem palavras...tocou-me profundamente..

 
At 13/11/04 4:13 da tarde, Anonymous Anónimo disse:

O mundo à janela tem estado mto frio. Por isso tenho tido a janela fechada. Estou gelada, mas vim cá dar um beijinho e desejar um optimo fim de semana.
http://sunshine.blogs.sapo.pt/
http://pequenitos.blogs.sapo.pt/

 
At 14/11/04 1:18 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

musalia,
obrigada e volta sempre ;)

Laurinha,
doida lol ;P
Beijinhos =)**

Obrigada, Rita. :)

myryan, ainda bem que assim é (é bom sinal) ;)

Anonymous, ohh... ;P
;)

 
At 15/11/04 1:54 da manhã, Blogger Magda disse:

por vezes também sinto que ando com o coração nas mãos
boa semana

 
At 15/11/04 11:49 da manhã, Blogger Selma disse:

Um desencontro...a vida é tanto assim...

 
At 15/11/04 6:57 da tarde, Blogger Vera Cymbron disse:

...às vezes tudo para e só nós parecemos andar...
Eu devia limitar-me a ler-te em silêncio, porque as tuas palavras são do mais puro sem som que já mais ouvi!
Jinho

 
At 15/11/04 9:34 da tarde, Blogger MONALISA disse:

Bonitas palavras a descrever um estado de espírito simultaneamente sofrido e tranquilo.
Beijo.

 
At 16/11/04 3:53 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Magda ;)*

Selma, faz parte, parece ;)

Oh, Blue,
obrigada, acredita que essas palavras são mesmo gratificantes :)

Monalisa, é um sentir profundo, mesmo com dor, que nos torna gente...
;)*

 
At 20/11/04 3:56 da tarde, Anonymous Anónimo disse:

Ola migah!!! ;-) O teu site ta mto fixe, tens textos k nos fazem pensar... Curte a vida antes k ela te curta a ti =))

Vampire Girl (Íris)

**Kiss of blood**

 
At 23/11/04 11:04 da tarde, Blogger Lis57 disse:

Depois da leitura que fiz, fechei a «janela» e mergulhei em meus pensamentos. Senti o desejo desse momento...de encontrar alguém, de sentir seu cheiro, seu calor humano e principalmente seu olhar. Mas a vida é mesmo assim...feita de desencontros. Nada pior que ser só um a sentir toda a ânsia de um encontro, enquanto o outro já nao precisa de nós.

Parabéns Sara
Beijoooooooo

 
At 27/11/04 5:10 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Íris,
jinho ;)*

Lis57,
Obrigada :))
Volta sempre! ;)

 

Enviar um comentário

<< Voltar ao mundo