quarta-feira, janeiro 11, 2006

mágoa

Sofro por não saberes quem sou.
Dói-me esse teu silêncio repentino,
Essa tua vontade, inconsciente, talvez,
Em me magoares.

Sou incompleta, assim.
Nada sou, sem ti.
Não é exagero, não!
Apenas a verdade de que

Ninguém consegue viver assim:
Isolado de quem ama.
Não há isolamento possível
Que consiga resistir ao mais nobre sentimento,

Aquele que eu sempre julguei ser eterno,
Aquele que eu, ingenuamente,
Sempre quis acreditar ser imortal,
Que nada o derrubaria.

Mas, ao que parece,
O Amor é maior e,
quando ele existe,
A Amizade morre aqui!

16 à janela:

At 11/1/06 9:17 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Só quem nos é importante, é que nos faz sofrer...

 
At 11/1/06 9:40 da tarde, Blogger Victor disse:

Poesia de encantar. Um beijo.

 
At 11/1/06 9:57 da tarde, Blogger Neo disse:

Essa foi profunda. Como sempre belo e directo. (e sem erros :p)

 
At 12/1/06 11:21 da manhã, Anonymous Ofeliazinha disse:

Sem amizade não pode haver amor, pois ele é mais que tudo uma cumplicidade e isso é amizade.

 
At 12/1/06 4:04 da tarde, Blogger Betty Branco Martins disse:

Querida Sara

O amor anda sempre de mãos dadas com a amizade.

Para algumas pessoas torna-se difícil, lidar com essses dois sentimentos - quando um amor acaba, a amizade deveria ficar - mas o que acontece, na maior parte das vezes: é "matar" essa mesma amizade.

Beijinhos

 
At 12/1/06 8:32 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Betty,
o contexto é outro... mas não interessa falar disso aqui e agora...
;)

***

 
At 14/1/06 10:45 da tarde, Blogger Isabel (akombi) disse:

olá

apesar de não apreciar poesia, gostei do que escreves-te.

 
At 14/1/06 11:53 da tarde, Blogger Joao disse:

O amor, esse amor que tantas linhas nos faz escrever...

Sim, na verdade é difícil ficar a amizade, mas achas mesmo que é impossível?

Um beijo (espero que o teu ano tenha começado bem)

 
At 15/1/06 12:33 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Eu continuo a dizer: o contexto é outro...

;)

 
At 15/1/06 3:32 da tarde, Blogger menina graça disse:

Escreves muito bem! E consegues ter essa sensibilidade toda para distinguir amor e amizade... Nem sempre é fácil.
Queres vir falar connosco lá na Retrosaria? :)
Beijinhos

 
At 15/1/06 9:23 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

Ui, quanta honra!
Sabes, há dias, aconselharam-me o vosso blog! Ah pois foi, só não tenho tido tempo para o ler como deve ser... mas lá irei, um dia destes, com mais calma!

:)

E obrigada pela visita e pelo respectivo comentário!
Volta sempre, Graça! :)**

 
At 16/1/06 7:07 da tarde, Blogger jmnk disse:

Compara-se muitas vezes a amizade com o amor. Se se omite o elemento carnal, as parecenças são óbvias. Ambos são afectos escolhidos livremente, não impostos pela lei ou pelo costume. A amizade nasce de ideias, sentimentos ou interesses coincidentes. A simpatia é o resultado desta afinidade electiva; o convívio aperfeiçoa e transforma simpatia em amizade. O amor nasce de uma flechada; a amizade do intercâmbio frequente e prolongado. O amor é instantâneo; a amizade exige tempo. Os dois não coexistem; retenho a tua última estrofe,

"Mas, ao que parece,
O Amor é maior e,
quando ele existe,
A Amizade morre aqui!"

 
At 16/1/06 9:06 da tarde, Anonymous João disse:

Palavras com significado para várias vidas...
um beijo sara ;)
tem uma boa semana ;)
um beijo ;)

 
At 17/1/06 8:15 da tarde, Blogger AmigaTeatro disse:

jmnk, =))
Volta sempre!*

João,
beijinho :)

 
At 26/4/07 2:16 da manhã, Anonymous Anónimo disse:

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it Length time needed diazepam become undetectable the urine medical malpractice Real deals furniture georgia Home decor conventions

 
At 31/5/10 8:47 da manhã, Blogger 文章 disse:

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,自拍,情色論壇,性感影片,正妹

 

Enviar um comentário

<< Voltar ao mundo